sábado, 18 de setembro de 2010

GOIÂNIA - GO


Olá amigos, participei do 2° Seminário FUTURO IDEAL - Pró-atividade e Cooperação - na cidade de Goiânia, patrocinado pelo Instituto Camargo Corrêa e SEBRAE - GO, juntamente com empreendedores de todo o Brasil. Foi espetacular.
Como estamos na caminhada em direção a nossa Terra Prometida, gostaria de deixar mais esse recadinho para os amigos que lá estiveram.
“Uma ostra que não foi ferida não produz pérolas"...
Pérolas são produtos da dor; resultados da entrada de uma substância estranha ou indesejável no interior da ostra, como um parasita ou um grão de areia. Na parte interna da concha é encontrada uma substância lustrosa chamada NÁCAR. Quando um grão de areia a penetra, as células do NÁCAR começam a trabalhar e cobrem o grão de areia com camadas e mais camadas, para proteger o corpo indefeso da ostra. Como resultado, uma linda pérola vai se formando. Uma ostra que não foi ferida, de algum modo, não produz pérolas, pois a pérola é uma ferida cicatrizada.
Todos nós já fomos feridos de alguma maneira. Quer um conseho: PRODUZA UMA PÉROLA!!!
Cubra suas mágoas com várias camadas de amor. Infelizmente, são poucas as pessoas que se interessam por esse tipo de movimento. A maioria aprende apenas a cultivar ressentimentos, deixando as feridas abertas, alimentando-as com vários tipos de sentimentos pequenos e, portanto, não permitindo que cicatrizem.
Assim, na prática, o que vemos são muitas "Ostras Vazias”, não porque não tenham sido feridas, mas, porque não souberam perdoar, compreender e transformar a dor em amor.
Um sorriso, um olhar, um gesto, na maioria das vezes, fala mais que mil palavras.
Muito sucesso para todos nós.
Fortíssimo abraço
Pachecão

2 comentários:

simone_r_rezende disse...

Parabéns e obrigada por compartilhar conosco um pouquinho do seu conhecimento.As palavras foram excelentes, nos fez repensar na vida e serviu de grande exemplo para todos nós.
Grande abraço.Simone Rezende

Professor Pachecão disse...

Valeu, Simone. Muito obrigado pelo carinho. Fico feliz por ter contribuído de forma significativa em sua caminhada. Valeu.
Forte abraço
Pachecão