sábado, 31 de janeiro de 2009

CUIABÁ - MT


Estive em Cuiabá para um encontro com os gerentes da TRACTOR PARTS, uma empresa que comercializa máquinas agrícolas para todo o Brasil. Foi uma conversa super-bacana e muito animada, encontrei profissionais altamente motivados, capacitados e preparados para encarar a realidade da agricultura brasileira.
Gostaria de compartilhar além do muito que já foi falado que os japoneses para designar a palavra crise utilizam os ideogramas das palavras perigo e oportunidade ao mesmo tempo. É isso mesmo! De uma crise, pode surgir tanto um perigo para sua empresa, como também uma grande oportunidade. E para descobrir esta oportunidade é preciso ser inovador. Como já dizia os antigos: numa crise tem gente que chora e outra que vende lenço. Quem decide que lado ficar, somos nós.
É isso amigos. Que Papai do Céu nos abençoe e guarde.

Forte abraço e bons negócios.

Pachecão

2 comentários:

Christian disse...

Olá professor Pachecão! Sou uma das gerentes que tiveram a oportunidade de participar de sua maravilhosa oratória.
O mundo enfrenta atualmente, o que pode ser sua maior crise financeira depois do depresssão economica de 1929. É claro que do ponto de vista social as crises só parecem aumentar e aumentar na sua quantidade e complexidade guerras, conflitos, fome. Um sem fim de momentos cruciais. Cabe a cada um de nós tentar fazer sua parte na busca de melhores dias, para nós mesmos e para a humanindade. Temos que sempre tentar tirar exemplos nas situações difíceis e, decidir o que queremos fazer e ser. Como diz o ditado: "Deus dá o frio conforme o cobertor..."
Abraços,
Christian Daves Guimaraes Rosa.

Professor Pachecão disse...

Valeu Chris. É isso mesmo, mudar faz parte da vida. Há muitas oportunidades nas mudanças. Basta prestar atenção. Por trás de toda crise há uma oportunidade brilhantemente disfarçada.

Abcs

Pachecão